Como o Cérebro Interpreta a Beleza

A primeira impressão que se causa ao conhecermos alguém, mexe com o emocional. A aparência consiste não somente no visual, mas em tudo aquilo que é expressado.


Nosso cérebro interpreta uma imagem através de 5 comandos: linhas, formas, cores, volume e proporção. Esses símbolos produzem emoção sobre nós. Quando você conhece uma pessoa, imediatamente você é acometido por sensações e emoções, podendo opinar a respeito de alguém sem nunca ao menos o ter visto. Quando se um rosto, olha-se o todo, mas o cérebro vê linhas, formas geométricas, cor, volume e proporção.


Pesquisas neurobiológicas comprovam que toda imagem cria um impacto emocional, antes que seu significado seja compreendido racionalmente. Por isso que se diz que a primeira impressão é a que fica.

 
Proporção áurea

Matematicamente falando, a proporção áurea é uma constante real algébrica irracional obtida quando dividimos uma reta em dois segmentos de forma que o segmento mais longo da reta dividida pelo segmento menor seja igual à reta completa dividida pelo segmento mais longo, e seu valor é constituído por 1,6180339887... ou, arredondando, 1,6180. . 

Pelo fato da proporção áurea ser um número irracional, isso significa que nunca existirá algo que tenha rigorosamente o mesmo valor do número de ouro. Aliás, quanto mais próximo algo chegar deste, maior será considerada a sua simetria e proporcionalidade.

A beleza também foi calculada matematicamente, Dr. Steven Marquardt criou a mascara da beleza, baseada no numero de phi.


Os rostos que encaixam nessa mascara são considerados belos na harmonização facial.

Alguns famosos encaixam perfeitamente na mascara.

Na maquiagem podemos utilizar  a mascara de Marquardt para corrigir assimetrias, alinhar sobrancelhas e fazer contornos utilizando luz e sombra.