Poluição digital

Poluição digital: o que é e como ela pode afetar sua pele

Proteja-se desse vilão invisível que afeta a qualidade da sua pele, causando manchas e contribuindo para o envelhecimento precoce.

A luz azul é encontrada nas telas de celulares e computadores, nos televisores e também nas lâmpadas fluorescentes. 

Ou seja, no escritório ou em casa, você com certeza está exposta a esse tipo de luminosidade, que causa mais manchas e envelhecimento da pele do que os raios UVA e UVB.

Segundo a Dra. Daniela Lemes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, toda incidência de luz, seja azul ou proveniente dos raios solares, em excesso tem os seus efeitos e podem causar danos permanentes na pele. 

Porém, a diferença é que os raios ultravioleta B causam queimaduras (e são mais fortes entre as 10h e 16h, nos meses de verão) e os ultravioleta A são os principais causadores do câncer de pele.

Cuidado com a luz azulAlém de causar um envelhecimento precoce e também aumentar a quantidade de manchas, essa luz, também chamada de luz visível, auxilia na formação dos radicais livres, alteram a pigmentação e degradam o colágeno, principal responsável por dar sustentação à pele.

Isso significa que apesar de parecer inofensivo, usar o celular na cama antes de dormir, com as luzes apagadas, é um verdadeiro veneno para a cútis – e para o sono como um todo – e a longo prazo pode ter efeitos permanentes. 

Por isso, cuide sempre da pele.